sexta-feira, 25 de junho de 2010

Em crepúsculos húmidos, os espíritos vadiam por ruas cinzentas, calcando folhas secas & ganindo fados como pétalas que se perdem das mais lindas rosas. O bailar do vento esmaga os seres, secando todo o esplendor dos aromas mudos. Uma lágrima espontânea, escorre, por uma pele pálida e seca despertando sentimentos que envolvem ardentes funerais, que mais ninguém vê. Sente-se um pedaço rasgado a flutuar, onde as palavras descrevem um ódio proveniente do coração.




Mel

8 comentários:

  1. gostei imenso =)

    um bem haja a esta nova autora do "letras no caminho" (:

    ResponderEliminar
  2. Até me sinto embaraçada :D :$, obrigada por me teres feito este convite!

    ResponderEliminar
  3. este post só te prova merecedora dele (:

    ResponderEliminar
  4. Gostei bastante... :)Escreves muito bem... É impossível não seguir o teu blog, beijinho*

    ResponderEliminar
  5. "finalmente uma raquel (:"
    não percebi (x

    ResponderEliminar
  6. Desafio para ti no meu blog :)
    Gostei tanto deste post!

    ResponderEliminar
  7. bem vinda, com este post mereces todos os aplausos :D

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho