sábado, 28 de novembro de 2009

Snow


Como sinto saudades desse teu abraço gelado
Daqueles profundos em dias de neve
Ainda me lembro do calor harmonioso que fluia entre nós
Naquela manhã fria com o despertar de um ínfimo sol
Nada adivinhava o derreter de pegadas que se seguia
Os flocos manchavam o chão cheio de pó e sofrimentos passados
Aglomeravam-se em montanhas de obstáculos que sempre deslumbrei
Oh meu amor, como anseio pela tua chegada
Pelas tuas mãos quentes que me aconchegam o coração
Pelos teus olhos que me confortam com a verdade
Pela tua voz que ecoa no meu peito e me eleva
Os sorrisos com que te deixo, são meros presentes de hoje
Amanhã, espero-te à mesma hora no banco de madeira
Protegido da neve, para apenas a podermos admirar

5 comentários:

  1. Texto maravilhoso. Demontra o enorme sentimento que h.
    Parabens e muitas felicidades.
    Beijinhos Joana

    ResponderEliminar
  2. Saudoso este*
    O amor em tempos frios. Gostei :)

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho