sexta-feira, 10 de julho de 2009

Sinto a tua falta

Porque é que partiste? Porque é que não voltas?
Posso contar-te um segredo?
Já não espero por ti, mas ainda sinto a tua falta. Tenho saudades tuas, mas principa
lmente de nós.
Já não espero, mas ainda estou no mesmo sitio onde me deixaste, meu amor.
«Ligo directo para a caixa de correio só para ouvir a tua voz, sei que é cena fora, mas todo o dia chega a hora em que o lado esquerdo chora quando se lembra de nós. (...) Já que falo por eufemismos, gostava de dizer que ainda gosto bastante de ti. (...) A verdade é que a saudade que passou, não é mais que muita, mas por muita força que faça ela passa por saber que te vivi. Tu deste tudo, eu joguei, arrisquei, e perdi, agora.»
Sinto a tua falta.

12 comentários:

  1. nunca desistas de esperar. Mas não esperes só, procura!
    gostei muito =)

    ResponderEliminar
  2. Obrigada :)
    Já procurei, e ainda procuro, mas muitas vezes o problema é onde procurar, ou o que procurar.
    «Aprende a esperar, mas não esperes a vida toda» Há muito tempo que uma frase não fazia tanto sentido para mim.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Tenta encontrar quem procuras, dá tudo por tudo e vais ver que consegues encontrar!

    ResponderEliminar
  4. gostei (:

    não sabes como te entendo! *

    ResponderEliminar
  5. Vamos lutar e encontrar quem procuramos para sorrir de novo ?

    ResponderEliminar
  6. «Já que falo por eufemismos, gostava de dizer que ainda gosto bastante de ti.»

    vejo-me a escrever este texto daqui a uns tempos.
    angustia muito

    desculpem a ausência*

    ResponderEliminar
  7. Como te percebo!
    Gostei imenso do texto :D
    beijinho

    ResponderEliminar
  8. perfeito eu sei o que é sentir saudades. :(

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho