segunda-feira, 16 de maio de 2011

2.º encontro "letras no caminho"

Caríssimos


No próximo sábado, dia 21 de Maio, será, tal como anunciado, o 2.º encontro "letras no caminho"!

Se queres passar uma tarde divertida e conhecer gente nova, esta é uma excelente oportunidade!

O encontro será em Coimbra, e o programa mais detalhado será publicado muito em breve!

Entretanto ficam as seguintes indicações:
- o ponto de encontro é a Estação de Coimbra A, pelas 11h30/12h00
- é necessário levar almoço para pique-nique.

Marca o dia na agenda, convida os teus amigos e vem daí!

Contamos contigo!

PS: divulga também o evento no facebook - http://www.facebook.com/event.php?eid=211122998921608

291 comentários:

  1. Gostava mais se fosse no Porto =/

    ResponderEliminar
  2. haverá oportunidades para ser em todo o lado Ana (:
    mas esperamos contar contigo na mesma (a)

    ResponderEliminar
  3. A distancia entre Porto e Coimbra fica perto com uma viagem de comboio. É certo que fica caro, mas vale bem o gasto. :)

    ResponderEliminar
  4. Bem gasto seria de certeza (: mas a questão é que em primeiro lugar, acompanho há muito pouco tempo o blog :/ não me sinto assim muito bem a "invadir" algo que ja está criado.
    e depois a data é muito proxima =x deviam marcar com mais antecedencia porque estou cheia de testes e apresentaçoes de trabalhos =| ...coisas de 12º ano --'

    mas agora fiquei com vontade =/

    ResponderEliminar
  5. Ana,
    Numa coisa tens razão: devíamos ter anunciado com mais tempo!
    Agora, os testes e apresentações são aquelas coisas que pronto, há muitos, o encontro fica-te na memória por muito mais tempo até podes ter lá ideias giras para as apresentações!
    Quanto ao facto de acompanhares o blogue há pouco tempo, isso não tem nada a ver, no primeiro encontro havia gente que nem conhecia o blogue ainda - digamos que o blogue é mais uma boa desculpa para nos encontrarmos e tal (:
    vá vá, e o 12.º ano é o ano em que tens mais tempo do resto da tua vida!

    (e bem, tu ficaste com vontade de ir, e nós estamos com vontade de te ter lá!)
    pronto, contamos contigo :D

    ResponderEliminar
  6. Agora os testes e apresentaçoes são decisivos no meu futuro! :P

    Obrigada, mas desta vez vai-se tornar mesmo complicado é que é daqui a menos de uma semaninha =x devias ter escolhido uma data um bocadinho mais longe =/ espero que haja outro encontro antes do verão... e que seja aqui por perto :)

    Ai eu ajudo a organizar se for preciso :)

    ResponderEliminar
  7. são menos decisivos do que o que parece. tirando informática e medicina, cada vez importa menos a formação que se tem e as notas - o que importa são as competências e a atitude - passei a tarde de hoje numa conferência sobre isso mesmo!

    nós tínhamos definido a data há já algum tempo, quando foi posta a sondagem para escolher o sítio, mas depois foi impossível organizar tudo a tempo, baah.

    antes deste Verão vai ser complicado, mas nada é impossível!

    ResponderEliminar
  8. gostava de ter ido a essa conferencia... mas para o meu futuro, vou ter agora algumas fases decisivas =|

    já que nada é impossivel, no proximo eu ajudo a organizar :) e vou como é obvio :D

    ResponderEliminar
  9. E até que foi pertinho, aqui em Braga! O tipo que lá esteve trabalha há 15 anos e nunca escreveu o seu próprio currículo! Em que área pretendes trabalhar?

    não me vou esquecer disso!

    ResponderEliminar
  10. Eu estou em Ciencias, mas em principio quero seguir comunicação, jornalismo.
    vou mudar "um bocadinho" de area =|
    (mas trabalha em que?)

    oh, claro que nao, se disse, ajudo (: seja aqui ou em Aveiro, estarei lá :) e já estou habituada a organizar coisas assim (: já tens muita gente para ir?

    ResponderEliminar
  11. Mesmo exames e trabalhos quando se quer muito uma coisa conseguimos organizar! E desta vez espero que não haja mais desencontros de última hora! (:

    ResponderEliminar
  12. o jornalismo é uma coisa tão abrangente que quase qualquer curso dá para acabares a trabalhar! Como o tal tipo disse: "uma coisa é área de formação, outra é área de trabalho - normalmente não têm nada a ver!"
    (agora tem uma empresa de recursos humanos, mas é formado em psicologia e já trabalhou em empresas de tudo e mais alguma coisa!)

    ainda bem (: algumas pessoas, no primeiro fomos 12, neste só saberemos quantos são no próprio dia!

    ResponderEliminar
  13. pois, mais ainda tenho que trabalhar para chegar lá =|
    E a àrea de formação tambem é importante (: e um dos meus objectivos é entrar para a faculdade :)

    vais ver que ainda vai aparecer mais gente :) no plano, gostei daquilo de escrever em conjunto :D

    ResponderEliminar
  14. a área de formação é cada vez menos importante. Deves tirar curso, mas se tirares um curso sem ser Jornalismo ou Ciências da Comunicação também podes ser jornalista!

    Sim, suponho que sim! Vai ser muito fixe a forma como vamos escrever em conjunto (:

    ResponderEliminar
  15. é verdade, mas nem sempre é valorizado da mesma maneira... as vezes mais, outras vezes menos.Eu queria entrar este ano, não me incomoda muito fazer um ano de melhoria... mas pronto tenho que me esforçar na mesma...

    pois... mete lá ciumes! =b

    ResponderEliminar
  16. entra, se não entrares no que queres entra noutra coisa e para o ano mudas, era o que eu faria (ficas com algumas equivalências e competências a mais são sempre bem-vindas!

    claro que meto :)

    ResponderEliminar
  17. isto está complicado escolher =| muito complicado. e ainda queria subir um bocadinho mais a media.


    sim, continua lá... =/

    ResponderEliminar
  18. não dês demasiada importância a essa escolha, é errada a ideia de que vai moldar o que vais fazer o resto da vida!

    mesmo mesmo?

    ResponderEliminar
  19. Neste mundo, o que é que não é errado? =/
    Algumas escolhas sou eu que as tenho dee fazer, e sei que esta é decisiva para o meu futuro ;x

    Mesmo mesmo, não :b só se for para garantir que estou no proximo encontro :b

    ResponderEliminar
  20. muita coisa, muita mesmo! da forma como está o mercado de trabalho hoje e da forma ainda mais caótica que vai estar quando acabares o curso, o que importa é que sejas boa a comunicar, que tenhas vontade de aprender e que dês sempre o teu melhor para te tornares jornalista. Não digo que o curso não serve para nada, mas sim que não é, de todo, o mais importante!

    então vou meter muitos mais ciúmes!

    ResponderEliminar
  21. é obvio que tem que existir valor pessoal, mas acredita que conta muito a formaçao, sendo boa principalmente. mas tu nao estudas?


    Mete, mete =/ o proximo ainda vai ser mais rapido do que o que pensas =|

    ResponderEliminar
  22. a formação conta, e ser uma boa formação é importante. mas a universidade ensina-te a aprender, quando chegares ao mercado de trabalho vais ter de aprender aquilo de que realmente precisas, mas com qualquer curso podes trabalhar em qualquer coisa, excepto naquelas áreas mais técnicas!

    Talvez, olha Ana, foi fantástico, FANTÁSTICO :D

    ResponderEliminar
  23. Sei que vou aprender coisas que não me vão ter utilidade nenhuma no futuro =x é revoltante, principalmente na situaçao em que o pais esta. enfim.

    Pois, já estive a ver fotos =| diz la...

    ResponderEliminar
  24. Não diria isso - vais aprender coisas que podes nunca chegar a usar, mas essencialmente vais adquirir muitas competências comportamentais (soft skills) como a própria capacidade de aprender por ti mesma, por isso não diria que é revoltante, bem pelo contrário, um dos grandes problemas neste país é haver pouca gente com essas competências bem desenvolvidas!

    ResponderEliminar
  25. se já viste as fotos... nada a acrescentar!

    ResponderEliminar
  26. é verdade que na faculdade aprendes a respeitar. aprendes e percebes que não es mais que ninguem. Encaras outro estatuto e outro tipo de atitude. Eu quero muito viver o ambiente academico, por tudo porque acho que é fundamental para a formação das pessoas.
    Tu andas na faculdade?

    ´
    Queria era ver o texto... :b

    ResponderEliminar
  27. concordo plenamente - mas atenção: não confundir ambiente académico com praxe - esta última contribui para o contrário precisamente!
    Ando sim, 2.º ano de Economia (:


    qual texto?

    ResponderEliminar
  28. Depende da praxe e depende do sitio de onde es praxado. :b e onde estas a estudar?

    o que voces fizeram lá (: (ou iam fazer :b)

    ResponderEliminar
  29. Não, enquanto a praxe tiver como princípio que os mais burros mandam (o topo da hierarquia são os mais burros), não depende de mais nada! eu estou na Universidade do Minho!

    ahh, fizemos 9 e cada pessoa ficou com um :b

    ResponderEliminar
  30. eu já jantei duas vezes ai :b por causa de umas competições (:
    Lá está, depende do sitio. Nem sempre são os mais burros e sei que há pessoas que sabem praxar. Ao contrario da maioria dos sítios, é verdade.

    podiam postar esses textos (a)

    ResponderEliminar
  31. Competições de quê?
    Não depende do sítio - são sempre os mais burros. Não estou a falar dos que te praxam todos os dias, que muitas vezes são só os teus colegas do 3.º ano, mas sim dos que estão no topo da hierarquia, que são os que têm mais matrículas, e ainda que haja um ou outro que tenha uma razão válida para isso, a maior parte deles é por burrice! E é esse princípio de premiar a burrice que faz com que as praxes sejam um local de propagação da ignorância (ainda que às vezes, em alguns lugares - poucos - possam ter alguns aspectos positivos).

    tipo, cada um escrevia sem ver o que os outros tinham escrito antes, o que torna os textos sem cabimento e estão cheios de private jokes, só percebidas pelos que lá estiveram...

    ResponderEliminar
  32. Deixaste-me a chorar com o texto que publicaste =| para quem é catequista, não e nada fácil.

    Grupo danças latinas.
    Lá está. sei que não me importava nada de ter a praxe de Bragança. porque sei que lá eles ensinam-nos a crescer, e ser mais fortes.
    Provavelmente tiveste algumas más experiências =/


    Mesmo a dizer... "Não foste, tambem não te mostro" :b

    ResponderEliminar
  33. Imagina como não me deixou o pai da Índia, quando a matou :x

    Danças latinas? uhh, muito bem muito bem xb
    Olha que de Bragança já ouvi muitas coisas que contrariam completamente o que disseste - inclusive aquilo de uma rapariga que se recusou a ser praxada ter sido agarrada com a cabeça para baixo e terem metido a cabeça dela num balde cheio de estrume de vaca! De qualquer forma, o princípio é mau em todo o lado, e mesmo que haja experiências positivas a tirar da praxe, algo que tem um mau princípio é errado e mau para a formação de uma pessoa, seja ela quem for!
    Más experiências? Nem uma - decidi não ter experiências de todo, decisão essa de que não me arrependo nem um bocadinho (:

    Não tem nada a ver, eu até posso mostrar aquele com que fiquei, só estou a dizer que não tendo ido, é praticamente impossível perceberes a maior parte das coisas!

    ResponderEliminar
  34. Deve ter sido horrivel, ainda por cima provavelmente conhecias o pai e ate te davas com ele.

    Danças latinas é giro :b
    Em Bragança, quiseram cancelar as praxes e no dia asseguir os caloiros foram para la todos protestar a dizer que queriam ser praxados. se fores numa boa, é numa boa, se nao é obvio que corre mal. Acho que é por uma experiencia que quero passar (:


    Pronto, deixa lá... exclui-me (a)

    ResponderEliminar
  35. Não, só conhecia a mãe que era quem a levava sempre e que também foi assassinada pelo pai.

    Ya, acredito que sim xb
    As pessoas protestam sempre com qualquer mudança, e não disse que não havia alunos que não queriam praxe, disse sim que isso é mau para a sua formação enquanto pessoas e tem como princípio algo completamente ridículo!
    "se fores numa boa, é numa boa, se nao é obvio que corre mal." - só se for óbvio para ti! Eu, como vivo num país livre e prezo muito a liberdade, não acho isto óbvio nem sequer minimamente aceitável!

    Não tem nada a ver com isso, eu quando puder passo aquela com que fiquei para o computador e até te mando!

    ResponderEliminar
  36. deve ter sido horrivel para ti =x nem imagino se acontece alguma coisa aos meus miudos. continuas a ser catequista?

    Não... nao concordo :b se tu fores fazer alguma coisa com agrado, vai correr melhor do qe se fores para lá de pé atrás. Nao vais estar lá a vontade.exactamente por estares num pais livre é que tens a opção de quereres ir a praxe ou não quereres. Acho que não deves criticar quem vai, porque afinal tambem so vai porque quer.

    mandas e explicas também :)

    ResponderEliminar
  37. foi, mesmo. Sim, continuo, este ano tenho cerca de 130 miúdos (:

    Eu não critico quem vai, critico o resultado de se ir. Assim como não critico quem se droga mas critico a droga em si. Além disso, há quem vá porque pensa que tem de ir e faz coisas que não quer (nem toda a gente é segura o suficiente para dizer um não assim). E o pior de tudo é que façam coisas como fizeram àquela rapariga por ela dizer que não quer ir! Desculpa, mas isto não é aceitável nem num país do terceiro mundo, quanto mais num país que se diz desenvolvido - é absolutamente inaceitável!

    hmm, está bem está bem (:

    ResponderEliminar
  38. 130 ? :o so para ti? isso é muita coisa! de que ano sao?

    mas a isso chama-se falta de personalidade =/ Eu tenho amigos que praxam e sabem bem o que fazer, e tanto da para aparvalhar e por a fazer joguinhos infantis como lhes da para os fazer "sofrer" um bocadinho.
    A verdade é que nem toda a gente percebe o sentido da praxe. A praxe serve para unir as pessoas, serve para as fazer crescer. Para fazer perceber que o mundo não é fácil e para se subir na vida e preciso lutar por isso e principalmente respeitar quem é superior a nós.
    Porque a maior parte das pessoas não tem respeito por ninguém. A maior parte das pessoas acham-se cheios de razão, e as coisas tem que ser feitas a sua maneira. E o mundo, o do trabalho principalmente, não é assim.
    Os jovens da minha geração, e da tua que é quase a mesma não tem propriamente esta noção, é verdade.


    Agora vais-te esquecer xD

    ResponderEliminar
  39. é tudo do 1.º ano, mas não são todos só para mim - somos um grupo de catequistas e os miúdos estão divididos por três horários: sábado das 10h às 11h (cerca de 60), segunda das 17h45 às 18h45(cerca de 40) e segunda das 19h às 20h (ce3rca de 30) - de todos os catequistas eu sou o único que estou em todos os horários xb

    chama-lhe o que quiseres, há pessoas que têm isso e não devem nem podem ter de sofrer por isso!
    Por momentos, pareceu-me estar a ler aquilo quie dizem todos os defensores cegos da praxe. Primeiro, eu não disse que tudo na praxe era mau, apenas que há coisas más, há coisas muito más mesmo (e podia-te enumerar uma série dessas coisas). E há muita gente que praxa que até sabe fazer da praxe uma experiência interessante e construtiva para a personalidade de alguém. Agora, o facto é que essas pessoas são uma minoria! E não sou contra aparvalhar, nada mesmo! Eu adoro aprvalhar e bastava ires a um dos encontros do letras para perceberes perfeitamente isso! Agora, há formas de unir as pessoas muito melhores do que a praxe - que, ao contrário de unir, tentar dividir as pessoas unindo os que vão à praxe e tentando-os virar contra os que não vão (felizmente no meu curso a praxe é feita por gente civilizada e isso não acontece, mas sei de muitos casos em que acontece). Agora essa do "serve para fazer crescer" é ridícula! "Para subir na vida é preciso lutar por isso e principalmente respeitar quem é superior a nós." - quase que concordo, eu diria antes: para subir na vida é preciso lutar por isso e principalmente respeitar os outros (não só quem é hierarquicamente superior como quem é hierarquicamente inferior!), a não ser que vejas "subir na vida" como enriquecer e tornares-te uma pessoa sem escrúpulos que passa por cima de qualquer um para obter o que quer. Eu vejo "subir na vida" como alcançar felicidade, harmonia com os outros e comigo mesmo! além disso, é ridículo referires-te aos burros que reprovaram não sei quantas vezes como "quem é superior a nós"! eu, felizmente, não os vejo nem nunca os vi como superiores.
    Além disso a praxe não ensina respeito, áté porque é muito raro veres um dos praxantes respeitar os praxados, muito raro mesmo (apesar de haver, como em tudo, há gente melhor e gente pior). "A maior parte das pessoas acha-se cheia de razão e as coisas têm de ser feitas à sua maneira" - fizeste-me lembrar aqueles quje praxam quando falaste nisso!
    E essa ideia de que o mundo do trabalho é feito de submissão é completamente errada. Quando estás descontente com alguma coisa no teu trabalho não deves nem podes simplesmente "comer e calar", até porque se não se faz por isso, as coisas não mudam!

    Não digo que a praxe é negativa para toda a gente e não pode ser nada retirado de positivo e construtivo de lá - é claro que pode! Mas digo sim que há muita coisa errada com a praxe e que há coisas tão abomináveis e bizarras que são suficientes para afundar qualquer argumento de que a praxe é boa!
    É como uma ditadura - numa ditadura bem dirigida, há muitas coisas boas, nomeadamente, quase sempre, a educação - mas o simples facto de não haver liberdade (o princípio) é errado, e por isso deve ser eliminado!
    A praxe é a mesma coisa - o princípio está errado e por consequência, qualquer vantagem que se retire de lá é uma externalidade positiva (um efeito secundário positivo) de uma acção negativa!
    Enquanto houver uma pessoa que faça coisas que não quer por causa da praxe ou que seja abusada pela praxe ou discriminada por não ir à praxe, o qualquer outra consequência do género, a praxe será negativa, porque estas coisas são nada mais nada menos do que consequências da irracionalidade e do idealismo radical de alguns dos praxantes - eliminem-se esses e talvez a praxe se possa fionalmente tornar uma coisa construtiva e com o verdadeiro objectivo de integração!

    Não vou nada, vais-me lembrando se me esquecer!

    ResponderEliminar
  40. Eu estou com o 3º ano, fizeram a primeira comunhão o ano passado, e apesar de no ano passado serem 60 este ano são só 25, aqui os miudos estão divididos por 3 centros, por isso é que não são tantos xD

    Vá, agora vais-me dar trabalho a responder, quase que vai ter de ser por tópicos :b
    Então cá vai:

    Na praxe tu não és obrigado a fazer nada, basta dizeres "não faço" que ninguem te pode obrigar a fazer.
    Apesar de ser uma minoria as pessoas que sabem praxar, ou melhor , que merecem praxar e que tem moral para isso, essas pessoas existem e podem ajudar outras.
    A praxe não tenta dividir as pessoas que vão a praxe e as que não vão. Possivelmente acontece em vários sitios mas ai a culpa é de quem se deixa ser manipulado . Se tens a hipotese de escolher ir a praxe ou nao, por alguma razao é. Tenho grupos de amigos em qua alguns vão e outros não, e ninguem se critica por isso, pelo contrario, quando estamos todos juntos contam historias e ninguem começa a criticar ninguem por ir ou nao ir. É uma opçao e ponto.
    Tal como os caloiros, os praxantes tambem tem regulamentos e quem não cumpre deve "saltar fora", pelo menos deveria.
    E a verdade é que se na tua geração nao acontece (que não é assim tão distante da minha), na minha geração e nas seguintes anda muita gente com muita mania e que não sabem respeitar ninguem. Melhor formação e melhor educação não fica mal a ninguem.
    Mas tambem, como é obvio, não tem de ser nas praxes que as pessas tenham de apreender, mas pronto.
    Alem disso, as praxes não são iguais em todos os sitios.
    Quando estás descontente, falas como é obvio e se queres mudar alguma coisa e revolucionar, acredita que estás a falar com a pessoa certa, mas uma coisa é mudar para melhor, porque há pessoas que trabalham para isso, agora pessoas que não dazem nada da vida que sabem muito bem recamar mas quando são para ser elas a fazer mais valia estar quietas.

    Se na praxe há coisas negativas? é provavel, se na praxe há coisas que estão erradas? É muito provavel, como em todo o lado.
    Se a praxe tem como verdadeiro objectivo a integraçao então é isso que deve ser feito!

    Eu ainda não ando na faculdade, logo como é obvio não falo por experiencia propria, falo do que observo e do que me apercebo. Sei que quero pelo menos experimentar, se não gostar, deixo de ir!


    Não te esqueças do texto :b*

    ResponderEliminar
  41. Cá estão divididos em 3 centros também (Montariol, Quinta da Armada e S. Victor) - o meu é S. Victor que é o principal e também o que dá nome à paróquia, mas somos uma das maiores paróquias do país, por isso é normal que sejam tantos!

    O meu vai mesmo por tópicos, para facilitar. Ou melhor, por parágrafos como resposta directa aos teus :b

    Isso é verdade, mas o facto é que há muitas pessoas que são intimidadas para fazer algo e outras que não têm auto-confiança suficiente para o fazer! É óbvio que não podem fazer algo que não queiras, mas a verdade é que fazem, e como já disse posso-te enumerar muitos casos, queres que o faça?
    Essas pessoas existem mas não são essas pessoas que estão sequer no topo da hierarquia, e o princípio deve ser precisamente o contrário - se há gente que não o sabe fazer, não se faz e pronto - "paga o justo pelo pecador"!
    Posso-te garantir que em muitos cursos de muitas universidades há alunos que são completamente excluídos pelos colegas por não irem à praxe. E não é por se deixarem se deixarem ser manipulados, mas porque os colegas do mesmo ano se deixam ser manipulados por quem praxa - e a culpa não é deles, mas de quem os manipula! Posso-te dizer que aqui na UM há um curso que tem uma plataforma com apontamentos e assim de pessoas de anos anteriores só estão acessíveis a quem vai à praxe! e este é um de muitos exemplos que conheço! conheço até quem nesse curso só tenha ido à praxe por causa disso, mesmo detestando tudo o que lá faziam! E sim, devia ser uma opção e ponto. O problema é que não é! (e nisto não falo da minha experiência pessoal, como já disse, no meu curso há uma grande concentração de gente civilizada e eu dou-me bem com todos, completamente. Tanto que sou delegado de ano e vice-presidente do núcleo de alunos, mas há muitos casos em que as coisas não são assim).
    Deveria, e mais uma vez, não é isso que acontece. Além do mais, não te esqueças que esse regulamento (o código de praxe) é o mesmo que assume como princípio "os mais burros mandam". Além do mais as penalizações são normalmente os praxantes serem praxados por algum desses do topo da hierarquia, sendo que depois volta a fazer o mesmo como se nada fosse.
    A minha geração e a tua são a mesma Ana. Há muita gente que não sabe respeitar, mas é ridículo pensares que vai aprender a respeitar na praxe. Há aspectos positivos que se podem encontrar na praxe, mas nenhum deles é o respeito. Se há coisa que falta imenso na praxe é o respeito! Até te digo mais - conheço muita gente pró-praxe e anti-praxe, muita gente fantástica pró-praxe e anti-praxe, mas a esmagadora maioria das pessoas que eu conheço que têm a mania são também as mais acérrimas defensoras da praxe!
    (passo um parágrafo à frente porque é óbvio que concordo contigo nessa)
    Pois não são, e por muito decentes que sejam em alguns sítios não o são na maior parte!
    Sou também um grande defensor da mudança nas praxes, e não necessariamente da sua extinção. Mas os alunos que estão no topo da hierarquia das praxes não estão minimamente interessados em mudar, já os outros pouco importa se estão ou não. Portanto, na impossibilidade de se melhorar, acaba-se com elas, é o melhor remédio!

    A praxe devia ter como verdadeiro objectivo integração, e em alguns (poucos) casos tem mesmo. Mas normalmente esse é apenas o objectivo teórico, sendo na prática o objectivo a humilhação!

    Quanto a mim também experimentei, fui lá duas vezes antes de começarem as aulas no primeiro ano, e digo-te desde já - foi o tempo mais completamente perdido da minha vida!

    Já agora, isto tudo está a deixar de lado um factor importantíssimo: as praxes são, em Portugal, o maior factor explicativo do insucesso escolar dos alunos, está mais que provado!

    Sim, assim que tenha tempo de passá-lo a computador!

    ResponderEliminar
  42. Cá tambem estão divididos, mas acontecem todas mais ou menos ao mesmo tempo, não dá para tudo :b

    Em relaçao ao resto, não adianta continuar com contra-argumentos porque tu tens as tuas ideias e as tuas bases, eu tenho que admitir que concordo com algumas coisas que tu dizes, existe de facto algum exagero, mas só vai quem quer, por isso concordando ou não com a praxe, ela existe e mais uma vez vai quem quer :b

    É uma experiencia pela qual eu quero passar e se não concordar, salto fora! Mas continuo a achar as tuas ideologias um bocadinho extremistas =b
    Quando passar por essa experiencia ate pode ser que passe a ser da tua opiniao, até lá, mantenho a minha vontade (:

    Em relação a ser o maior factor de insucesso escolar... =/ até pode afectar, mas quem quer não é a praxe que deixa afectar o seu sucesso ou não escolar.

    Agora vou-te estar sempre a lembrar do texto * Nao te esqueças =p

    ResponderEliminar
  43. Mais uma vez tenho de te dizer que isso não é verdade! Se fosse só quem queria só seria contra uma coisa na praxe: a demasiado longa duração que faz com que haja tanto insucesso académico (e dir-me-ias tu que isso é com os alunos, mas a verdade é que cada aluno é um investimento do Estado, pago com os nossos impostos, por isso acho que é com todos os portugueses!). Mas a verdade é que há muita gente que vai arrastada por medo e que não quer ir e gente que diz que não quer e é forçada a fazer coisas!

    Enquanto as coisas que acontecem por lá forem de tão extrema falta de respeito e indecência, vou-me dando ao luxo de ter as ideologias quão extremas for necessário tê-las (:
    Eu não digo para não passares, simplesmente digo que por muito boas experiências que algumas pessoas possam tirar da praxe, enquanto houver a quantidade de abusos que há e um insucesso escolar tão grande decorrente da praxe, a praxe é maioritariamente negativa e deve ser abolida, ou, pelo menos, regulada por autoridades competentes e não por reprovados incompetentes!

    Mas o problema não é quem quer ou deixa de querer, cada ano que um estudante fica lá a mais estamos todos a pagar, é o dinheiro dos nossos impostos que está a ser desperdiçado naqueles que em vez de estudarem estão a pintar caras e a mandar fazer ou a fazer flexões!

    Portanto, e resumindo - eu aceito a praxe a partir do momento em que só vá mesmo quem quer, sem que haja "peer pressure" e que todos os que tenham reprovado um ano estejam proibidos de lá meter os pés!

    ResponderEliminar
  44. As tuas ideologias estao correctas, e como é obvio, do teu ponto de vista está tudo mais que correcto. Não te contrario :b

    Portanto, resumindo e concluindo, vamos continuar com ideias opostas, mesmo que tenhas razão em tudo o que dizes xD

    Mas mais uma vez digo, enquanto não passar pela experiencia nao te dou 100% de razão :b

    ResponderEliminar
  45. Nesse caso eu espero mesmo que nunca me dês 100% de razão, porque isso significaria que passaste uma má experiência. Mas quando fores, tenta perceber o efeito da praxe sobre aqueles que não querem e não vão e sobre aqueles que vão mas contrariados (se os conseguires identificar, o que nem sempre é fácil!).

    ResponderEliminar
  46. eu consigo analisar muito bem as pessoas :)

    tambem espero nunca te dar 100% razao, mas a verdade é que eu sei que tens razao em muitas coisas que disseste =/

    ResponderEliminar
  47. mesmo assim, isto são muitas vezes coisas demasiado complicadas de observar, mas pronto, mantém-te atenta (até para evitares que haja pessoas lá contrariadas).

    infelizmente tenho :X

    ResponderEliminar
  48. Eu tanto fazer o Mundo melhor :b

    Não se pode criar expectativas positivas para não nos desiludirmos, mas eu acho que ate tenho as minhas altinhas :x

    ResponderEliminar
  49. e não vais necessariamente desiludir-te, a praxe é uma experiência positiva para muita gente, o que não faz da praxe social nem culturalmente aceitável!

    ResponderEliminar
  50. Com a experiencia vou tirar alguma conclusao e ter uma opiniao mais aprofundada :)

    Olha o texto*

    ResponderEliminar
  51. sim, creio que sim!

    Não está esquecido, até tenho isso escrito num post-it no meu computador para não me esquecer (:

    ResponderEliminar
  52. até devias por mais para teres peso na consciencia :b

    ah... e por outro post-it a dizer " o proximo encontro do "letras no caminho" será no Porto :D

    ResponderEliminar
  53. eu não tenho peso na consciência, eu disse que fazia e vou fazer!

    isso não vou pôr porque não está decidido nem vou decidir sozinho, mas já pus um a dizer "a Ana vai ao 3.º encontro letras no caminho" :b

    (é que entretanto já surgiram outras ideias "diferentes" para o terceiro encontro: fala-se numa tarde na praia que possa ser convertida facilmente numa directa na praia para quem puder ficar...)

    ResponderEliminar
  54. Ai foi? quero ver fotografia disso :b

    Olha que eu sou muito inocente e nao tenho vida para essas coisas :o , mas onde é que vai ser?

    ResponderEliminar
  55. quando me devolverem a máquina eu tiro (é que como a web é no topo do ecrã só consegue atingir o post it se estiver fechado xD)

    não sei, ainda não está nada decidido!

    ResponderEliminar
  56. e quando é que te vao devolver a maquina? --'

    sabes que o Porto é muito bonito... agradavel :) o sitio ideal para o 3º encontro +.+

    ResponderEliminar
  57. brevemente, espero!

    é uma das hipóteses, mas não te sei dizer ainda se vai ser ou não - mas sei que há quem não esteja muito de acordo...

    ResponderEliminar
  58. =o não estão de acordo porque?

    ResponderEliminar
  59. porque até agora foi sempre no norte, há quem ache que deve ir para o sul agora!

    ResponderEliminar
  60. Ai, e agora? =S Oh pronto, tipo depende so sitio.

    ResponderEliminar
  61. o mais provável é que seja para o centro, oh, eu não sei!

    ResponderEliminar
  62. ahhh, tu tambem coise :|
    Lisboa? vai-se tornar mais complicado para nos =/ mas tambem é verdade que temos (ou tens) de pensar em todos.

    ResponderEliminar
  63. eu também moro longe do sul :|
    mas eu vou a qualquer sítio onde possa ser - os encontros do letras são qualquer coisa de fantástico!
    anyway, vai ser dada preferência à opinião daqueles que já foram, porque é um grupo que se está a criar e convém que haja continuidade!

    ResponderEliminar
  64. Feliz Dia Mundial da Criança :b

    agora deixaste-me =x é que se for muito longe, fica complicado.

    ResponderEliminar
  65. Feliz Dia Mundial da Criança também :D

    (a maior parte dos que já foram são ou vivem no centro/norte)
    de qualquer forma não penses nisso agora que ainda falta um bocado e não está nada decidido!

    ResponderEliminar
  66. Obrigada :D

    oh, penso porque gostaria de estar presente :)se for assim muito longe não dava tanto jeito. =|

    ResponderEliminar
  67. sim, pensa, mas não muito, não vale a pena, ainda nada está decidido, e não me parece que vá ser muito longe!

    ResponderEliminar
  68. ah, assim já fico mais Feliz :)Espero que fique cá pelo Norte... quem sabe no Porto :b

    :D

    ResponderEliminar
  69. quem sabe :b

    mas não sei, não sei mesmo!

    ResponderEliminar
  70. Eu ajudo a preparar e sou simpatica +.+

    *-* please?

    ResponderEliminar
  71. ai ai, não faças essas coisas, eu já te expliquei que a decisão não é (só) minha... devemos pôr uma sondagem como da outra vez!

    ResponderEliminar
  72. ou optar pelo que ficou em segundo lugar :b

    mas nao... é mais justo fazeres um novo :|

    ResponderEliminar
  73. Não, as pessoas estavam a votar com data e tudo, quem sabia que não podia ir, por exemplo, nem votou provavelmente!

    ResponderEliminar
  74. Olha eu votei, nao sabia da data e nao me iria sentir bem a ir porque nao tinha assim nenhuma relaçao com alguem daqui =|

    ResponderEliminar
  75. A data estava na pergunta...
    Oh, e a ideia dos encontros é mesmo passar a conhecer as pessoas ias-te sentir bem integrada, de certeza!

    ResponderEliminar
  76. Acho que só dei importancia ao facto de uma das hipoteses ser no porto :)

    pois, mas voces escrevem todos para o blog, e conhecem.se minimamente, eu cai um bocadinho do nada.

    Olha lá a foto e o texto ^^

    ResponderEliminar
  77. Esteve lá gente, tanto num como no outro, de cuja existência eu nem sabia!

    não está esquecido!

    ResponderEliminar
  78. Pois, mas se fosse eu, nao ia :b
    Não me iria sentir a vontade.

    ResponderEliminar
  79. ou pensarias que não te irias sentir à vontade, depois de lá estares era outra coisa xDD

    ResponderEliminar
  80. oh, mas nao era capaz de ir sem por exemplo falar contigo... agora apos 80 comentarios já era meio diferente :b

    ResponderEliminar
  81. ai, essa timidez toda só te faz mal!

    ResponderEliminar
  82. Eu sou muito timida. Só praí a 3ª ou 4ª vez que estiveres comigo é que me vais conhecer minimamente. :b

    ResponderEliminar
  83. o que não quer dizer que não te integres!

    ResponderEliminar
  84. ahhhhh eu integro-me muito bem em todo o lado :b
    mas ni inicio pronto =x

    ResponderEliminar
  85. não te preocupes que ali nem no início ias ter problemas :D

    ResponderEliminar
  86. Veremos :) Olha e aquilo do convite do face de nao sei onde? nao percebi =S

    ResponderEliminar
  87. hmm, o 9 de Julho? Vai ser uma coisa sobre o Evagelho de S. Mateus (7 horas a caminhar com S. Mateus), podes ver aqui o do ano passado (sobre S. Lucas): http://10dejulho2010.blogspot.com , e o deste ano: http://9dejulho2011.blogspot.com .
    O ano passado correu muito bem e quem foi adorou :D foi o meu grupo do grupo de jovens (o Raízes, um dos 6 grupos, o mais velho, da pastoral de jovens de S. Victor) a organizar (tanto o ano passado como este ano).

    ResponderEliminar
  88. sim esse :)
    vai ser em Braga?
    Rapaz! estás metido em tudo :b

    ResponderEliminar
  89. sim, esse é cá por Braga - o ano passado foi na Geira romana, este ano ainda não está bem decidido, mas devemos ir para o Gerês :)

    ResponderEliminar
  90. Nos cá as vezes tambem fazemos umas actividades. Por acaso ha pouco tempo fomos a braga :b

    Olha as fotos :b

    ResponderEliminar
  91. esta o ano passado acho que foram 140 pessoas e este ano estamos a contar com mais ou menos o mesmo número, nós fazemos imensas actividades mesmo xD

    ResponderEliminar
  92. Eu já tinha ouvido falar de voces :b e que faziam assim cenas "a grande" :b

    ResponderEliminar
  93. ya, temos provavelmente o melhor Grupo de Jovens do país :D

    Mas olha, se quiseres ver como é, aparece no dia 9!
    (Já agora, estamos agora a publicar no blogue desde ontem uns complementos à leitura dos capítulos - um por dia - do Evangelho de S. Mateus - vou pôr agora o segundo capítulo!)

    ResponderEliminar
  94. Eu tambem faço parte de um grupo de jovens :)

    Mas Vai ser onde?
    Se não tiver exames e estiver ca acho que aceito :) nao podes é afastar-te muito de mim :b

    ResponderEliminar
  95. Acho que fazes muito bem!

    Vai ser cá em Braga a partida - mas para a semana já vão estar todas as informações disponíveis, e aí vês tudinho!
    Só afasto o necessário, uma vês que vou estar na organização xb

    ResponderEliminar
  96. Vá então actualiza lá o blog para eu poder organizar a minha vidinha :D
    Até podes afastar um bocadinho, mas depois voltas xD

    ResponderEliminar
  97. Eu actualizo quando me mandarem xDD

    está combinado!

    ResponderEliminar
  98. quase quase - este sábado prometo que estarão todas as informações disponíveis na net!

    ResponderEliminar
  99. Este sabado... :b não esquecer... nem da foto... nem do texto ... ne? :b

    ResponderEliminar
  100. hoje já estão as informações todas no blogue: http://9dejulho2011.blogspot.com/2011/06/convite.html

    o texto e a foto não estão esquecidos, estão atrasados, vá xD

    ResponderEliminar
  101. Eu adoro quando me dificultas a vida... já é a segunda vez =/


    Vá... estão esquecidamente atrasados :b

    ResponderEliminar
  102. dificultei-te a vida? :o

    não, esquecidos não estão!

    ResponderEliminar
  103. já programaste o proximo encontro?
    Dia 9 por sinal está um dia concorrido.

    Veremos... :b

    ResponderEliminar
  104. naaa, nem tenho tido tempo de pensar nisso!

    dia 9 está concorrido, o ano passado foram mais de 150 pessoas, este ano esperamos superar o número do ano passado!

    ResponderEliminar
  105. Sabes qe este S.joao toda a gente me falou do S.Joao de Braga xb

    ResponderEliminar
  106. óbvio! é o melhor S. João do mundo!

    ResponderEliminar
  107. Nao curti, pq fiquei com curiosidade ;b e que foi mesmo toda a gente a falar. e porq uns amigos meus estiveram ai, ams dps vieram a noite para aqui.

    ResponderEliminar
  108. Se tiver companhia irei com certeza :b mas continuo a dizer que porto.. é porto :b

    ResponderEliminar
  109. estás convidada (se eu e quem estiver comigo contar como companhia) e podes trazer gente xb!
    ya, e Braga... é Braga, nem queiras comparar, ora!

    ResponderEliminar
  110. Oh, simpatico xD claro que contas como companhia :b e quem estiver contigo tambem xD

    Convite aceite. e tu quando vens passar ao Porto mesmo? haha ;D

    Claro que nao quero comparar... o Porto continua a ser o Porto!

    ResponderEliminar
  111. Eu vou ao Porto quando não houver em Braga, senão seria como passar de cavalo para burro xb

    Sim, o Porto é sempre o Porto, mas nem por isso chega aos calcanhares de Braga!

    ResponderEliminar
  112. Um dia que me dês razao cai um Santo de um altar!

    Porto é Porto, e ninguem lhe tira esse lugar, nem ha ca comparaçoes! :b

    Quando o encontro do letras for cá, nao vais qerer em mais lado nenhum xb

    ResponderEliminar
  113. Um dia em que tenhas razão também então!

    E sim, Porto é Porto, e Braga é Braga! E o B vem antes do P, por isso o S. João de Braga é melhor!

    eu conheço bem o Porto, e olha que não é cidade que me entusiasme muito xD

    ResponderEliminar
  114. odeio-te -.- e esse argumento do B antes do P nao é valido.
    Nao te entusiasma porque es naturalmente do contra! :b

    ResponderEliminar
  115. odeias nada (a)
    é válido sim porque faz todo o sentido!
    E não sou do contra, nadinha mesmo!

    ResponderEliminar
  116. nao faz sentido! se o P viesse antes do B lá se ia a tua teoria!
    Se pensares nas cidades mais conhecidas de Portugal, Porto vem antes de Braga xD

    Tu, do contra?! nao :b lê lá os comentarios anteriores.... xD de todos os assuntos tu nao das o braço a torcer, so mantens a tua opiniao, mesmo nao sendo a mais correcta (a)

    odeio... um bocadinho :D

    ResponderEliminar
  117. Não te ponhas com hipóteses, isso é absurdo!
    Isso só acontece porque as cidades mais conhecidas são as que têm melhores equipas de futebol. Se o que contasse fosse o seu valor histórico-cultural, Braga estaria em primeiro lugar, sem qualquer dúvida!

    ResponderEliminar
  118. a minha opinião é sempre a mais correcta, daí eu mantê-la, ah ah ah!

    não odeias nada (:

    ResponderEliminar
  119. Entao não justifiques que Braga é melhor que Porto porque por ordem alfabetica primeiro vem o b! e olha que aqui no Porto o B é utilizado em muitas palavras :b

    ResponderEliminar
  120. A tua opinião é moralmente mais correcta :b mantens porque ficas com argumentos mais aceitaveis :v

    um bocadinho, é saudavel (:

    ResponderEliminar
  121. Justifico sim, o que é absurdo é pôr a hipótese de o P vir antes do B, porque é óbvio que isso nunca acontecerá! Cá em Braga a pronúncia do Norte é tão notória como no Porto, desengana-te! Além disso, isso só serviria para justificar o porquê de certas pessoas acharem que Viana do Castelo, Vila Real e Viseu vêm antes de Braga.

    não, a minha opinião é científica e empiricamente mais correcta, o que leva a que qualquer ser racional (ou com réstias de racionalidade) a apoie incondicionalmente xD
    (repara no paradoxo que coloquei ao referir que um ser racional alguma vez apoiaria o que quer que fosse de forma incondicional).

    nada de nada mesmo, até chateia!

    ResponderEliminar
  122. Olha... um dia... quando disseres: "Tu tens razao" (nunca provavelmente), pode ser que te comece a curtir.

    e obrigada pelo aviso para eu reparar... xD

    duvida existencial: estas a insinuar que eu nao sou racional? :o

    ResponderEliminar
  123. Tu tens razão, quando eu disser isso vais começar a curtir-me. Ups, já disse!

    isso não é uma dúvida existencial, é uma dúvida parva, na medida em que é óbvio que a resposta é sim!

    ResponderEliminar
  124. O que nao sig que comece mesmo -.- , vontade de te espancar.



    diz la por alma de quem e que eu nao sou racional. --'

    ResponderEliminar
  125. oh, tu adoras-me, 'tá calada!

    eu sei lá por alma de quem é que não és racional, por mim pode ser pelas alminhas todas que quiseres, ora xDD

    ResponderEliminar
  126. Ainda por cima mandas-me calar! ah sim sim -.-

    Andamos tão engraçados... quem te dera ser tão racional como eu =W

    ResponderEliminar
  127. =O já nao é preciso letrinhas +.+

    ResponderEliminar
  128. Claro que mando calar, estás a dizer asneiras!

    se assumires que a racionalidade é algo bom cometes uma falácia ao dizer que eu gostaria de ser tão racional como tu, já que eu tenho a plenitude da racionalidade (e isto é inegável), e só gostaria de ser tão racional como tu se tu fosses mais racional do que eu. No entanto, como é impossível ser-se mais racional do que eu, e sendo tu muito pouco (para não dizer nada) racional, é óbvio que eu não gostaria de ter a tua racionalidade xDDD

    (será que o Nuno mexeu de novo nas definições do letras?)

    ResponderEliminar
  129. Eu sou racional, tu es extremista. E tu nao sabes o meu grau de racionalidade, --'


    Bem, Quem é o Nuno? deve ser alguem mesmo simpatico? (a) E antes que digas alguma coisa, eu sei que es tu -.-

    ResponderEliminar
  130. eu sei tudo, ah ah ah ah (isto é um riso maléfico)

    eu sei que sou mesmo simpático!

    ResponderEliminar
  131. Achas que sabes, mas nao sabes. Porque ao achares que sabes tudo automaticamente nao sabes nada.
    (a)

    Nao.. só o Nuno :b

    ResponderEliminar
  132. essa afirmação não faz sentido pois estarias a criar um paradoxo para todos os que, como eu, sabem tudo: não é possível saber-se tudo sem se saber que se sabe tudo. e eu sei que sei tudo, não porque não sei nada, mas porque sei tudo!

    ya, eu!

    ResponderEliminar
  133. Se ninguem sabe tudo, é impossivel tu saberes de tudo... a nao ser que nao sejas pessoa (a) ... começo a acreditar e justifica muita coisa xD

    sorry <3

    ResponderEliminar
  134. o teu argumento cai no erro de partir de uma premissa falsa: ninguém saber tudo. Posso facilmente refutá-la partindo de duas verdadeiras: eu sou alguém e eu sei tudo. Sou portanto um contra-exemplo à tua premissa de que ninguém sabe tudo xD
    (eu estou a partir do princípio que conheces estes termos... tiveste filosofia, certo? acho que se dá lá)

    ResponderEliminar
  135. sim, é em filosofia :b
    Mas repara, é impossivel tu saberes tudo, e tu nao sabes de tudo,
    Por isso, é uma falácia. Acho que é isso :b

    Até porque ninguem sabe tudo

    ResponderEliminar
  136. Os teus argumentos não são válidos :b

    ResponderEliminar
  137. este teu argumento não fez grande sentido. limitaste-te a repetir o que eu acabara de provar como errado. Mas há algo que eu acho que ainda não está bem claro para ti: o facto de eu saber tudo é axiomático, não constituindo portanto matéria de argumentação xD

    ResponderEliminar
  138. Os teus argumentos não são válidos =| e isso é indiscutivel...

    Se tu disseres "Sou o papa" , nao sig que o sejas... até porque nao és!
    Vá... agora diz lá que és o papa xD

    Logo, tu dizes que sabes tudo, mas não sabes, sim? :b

    Vá, quando chegar-mos aos 200 comentarios, vens ao Porto e eu pago-te um almoço ;D

    ResponderEliminar
  139. claro que é discutível - ainda não apresentaste um argumento dedutivo válido baseado em premissas verdadeiras que refutasse os meus argumentos, por isso eles permanecem válidos!

    se eu dissesse que sou o Papa estaria a partir de uma premissa falsa, mas não é o caso!

    não, eu sei tudo, isso é axiomático xD

    vou pensar no teu caso xD ainda estamos longeee!

    ResponderEliminar
  140. Como é que é possivvel permanecer válido se o teu argumento nao é válido ?
    Prova que sabes tudo :b

    Não sabes nada =| nem me convences :b

    Por isso mesmo, almoço pq assim tens mais tempo xD
    (assim estamos longe, se for ao contrario estamos pertinho xD és demais :D)

    ResponderEliminar
  141. que argumento é que não é válido? ainda que questiones a verdade de alguma premissa, tudo bem, agora os argumentos são inquestionavelmente válidos (e aqui não se trata de opinião, mas de um facto).

    Já provei, através da argumentação xD

    Não percebeste: estamos longe dos 200 comentários!

    ResponderEliminar
  142. Não, provaste que os argumentos eram válidos, nao provaste que eram verdadeiros. Em cima eu disse: Prova que sabes tudo.
    E ainda não provaste :b

    Chegamos rápido... (:

    ResponderEliminar
  143. Como disse, o facto de eu saber tudo é axiomático, e tu, por muito que tenhas questionado o meu conhecimento universal ainda não refutaste uma única vez esta ideia!

    ResponderEliminar
  144. ia assustar-te por o saber realmente, não te quero encher de temor! além de que não gosto de dar provas do meu poder :b

    ResponderEliminar
  145. Se soubesses já o tinhas dito, nem me davas a hipotese de talves ter razao!

    ResponderEliminar
  146. *talvez

    isso não é mais do que a tua opinião, eu quero uma prova no sentido mais estrito da palavra!

    ResponderEliminar
  147. Estas a mentir porque o meu nome completo nao está em nenhum sitio da net, e so tendo o meu mail e que poderias ter uma hipotese de acertar... e mesmo assim ainda ias andar a tentar acertar.

    Assim? ;D

    ResponderEliminar
  148. Uma vez que eu já disse que sei tudo não basta a existência ou inexistência de dados na internet. Anyway, eu tenho o teu mail e só pelas coisas, senhora Moura, vou-te enviar um mail a comprovar - responde para confirmar que recebeste sff!

    ResponderEliminar
  149. Não recebi... e mesmo assim falta o segundo nome :b

    ResponderEliminar
  150. fogo, conseguiste responder sem receber, és o máximo!
    Mas eu já te disse que não queria provar a minha superioridade ó Ana Cristina Moura Fernandes (e não penses que isto foi ao calhas e que acertei por acaso!)

    ResponderEliminar
  151. Oh viste pelo face,
    porque so recebi depois de comentar -.-

    O numero agora :b

    ResponderEliminar
  152. não tinhas o nome Cristina em lado nenhum Quica!

    o número não vou dizer, já disse que não tenho que provar a minha sabedoria universal!

    ResponderEliminar
  153. Deve estar em algum comentario a abreviatura que eu odeio --'

    Tens tens Luis, se não Eu fico com a Razão *-*

    ResponderEliminar
  154. Não que eu tenha visto pelo menos!
    Mas conta-me lá, ainda és delegada de turma? Quando estavas no 10.º A (que é quando me lembro de ti) eras xD

    Se a razão se ganhasse com coisas assim até ficavas, mas como isso não acontece, esquece!

    ResponderEliminar
  155. Sou +.+ fui os tres anos +.+

    Já experimentaste hi5? :b

    ResponderEliminar
  156. já tive disso, mas já lá não vou há décadas!

    eu também sou xD (mas bem que abdicava, dá cá uma trabalheira satisfazer a todos!)

    ResponderEliminar
  157. Eu nao sei se abdicava, porque sei que nao há outra pessoa que se de com toda a gente , nem que saiba realmente tratar dos problemas como eu. Nem existe alguem que consegue pensar em toda a gente, sem excluir alguem. Porque mesmo não gostando ou não me dando com toda as as pessoas, eu sempre fui a revolucionaria, e nunca deixei mal ninguem, nem dei mais a uns do que a outros. Pelo contrario mais ninguem faria o que eu fiz, nem passava pelo que passei, principalmente este ultimo ano em que a turma estava completamente dividida em dois. Foi complicado, mas tenho orgulho no que fiz, e sei que muitas pessoas que passam por mim me devem respeito e nao tem nada a apontar.

    ResponderEliminar
  158. acho muito bem! ora, eu se lá estou é precisamente porque o do ano passado só fez asneiras e eu, sem ser nada, fui o único que trabalhei! Assim, este ano fiquei e deu-me muito trabalho. Inclusive, fiz uma carta a pedir aulas em inglês (um tanto ou quanto controversa, mas feita em favor dos alunos erasmus e do bom nome da universidade) que foi assinada por todos os delegados a posteriori e fiz outra a pedir ao presidente da escola, ao director do departamento, ao presidente do conselho pedagógico e à direcção da licenciatura para fazerem algo quanto a uma prof que quase não deu aulas e demorou imenso a dar as notas e que, azar dos azares, é vice-reitora. Fiz dessa carta um abaixo assinado, e em dois dias recolhi 72 assnaturas (depois resolvi nem tentar mais xD). Mas, ao contrário de ti, nem conheço toda a gente da turma (são mais de 100 e muitos são trabalhadores estudantes). em contrapartida, todos me conhecem e recebo amiúde mensagens a perguntar coisas de números desconhecidos!

    ResponderEliminar
  159. Pronto, tem que dizer que é melhor xD ....Olha, a mim quiseram-me eleger em mais 3 turmas como delegada, mas os profs nao deixaram xD como é obvio --'

    ResponderEliminar
  160. não estou a dizer que sou melhor - nem tampouco me acho melhor minha querida! só te estava a querer mostrar porque é que não quero ser delegado - é que depois não consigo estar parado com estas coisas! E à custa disso já ganhei a antipatia da vice-reitora e do marido, que por mero acaso, é presidente da escola!

    ResponderEliminar
  161. Pronto tens razao, acabamos por defender e dar a cara pelos direitos dos outros, (nao é que me importe) mas normalmente o tempo nao é muito... e sim, os problemas sao sempre para os nossos lados... :S

    ResponderEliminar
  162. eu não me importo com os problemas, apesar de ter referido as inimizades que criei, até tenho um certo gozo em tê-las, sendo por essa razão!
    mas o tempo... ai o tempo... o que eu não lhe fazia xDD

    ResponderEliminar
  163. Conhecendo-te como conheço, essas "Amizades" foi o que te deu mais prazer no fim de tudo :b

    O tempo é muito apertado... principalmente quando mais precisamos =S

    ResponderEliminar
  164. fogooo, tens uma imagem de mim! No fim de tudo, o que mais me deu prazer foi todas as segundas ao fim-da-tarde e sábados de manhã poder esquecer tudo isso e ir dar catequese *.*

    ResponderEliminar
  165. Amor com amor se paga :b

    Este ano vou mudar de grupo =| , soube ontem =X estou triste ='

    ResponderEliminar
  166. grupo de catequese? eu espero ficar com os meus *.*

    ResponderEliminar
  167. sim, querem que eu vá para uns mais pequeninos =|

    estou triste :S mas vai ter que ser...

    es tu que escolhes?

    ResponderEliminar
  168. dependo um bocado do grupo, mas sim!

    os mais pequenos são um espectáculo!

    ResponderEliminar
  169. Os mais pequeninos acabam por ser mai engraçados, mais espontaneos, e por colocar duvidas mais engraçadas ;b

    mas iniciei com o outro grupo, e foram o meu primeiro grupo, por isso vai custar um bocadinho :x

    ResponderEliminar
  170. é normal, também me custou imenso deixar os meus o ano passado, mas os mais pequeninos, pronto, são aquela coisa... *.*

    ResponderEliminar
  171. são mais inocentes *-*
    Mas custa muito deixar assim um grupo =X
    Agora vou para os que vão fazer a 1ª comunhao. Os meus já tinham feito ha dois anos...
    Lá vou eu para eu grupo de 70 miudos outra vez =x

    ResponderEliminar
  172. os meus ainda não fazem este ano :b

    ohh, 70 é um bom grupo, dá-te por contente por não teres tantos como eu (falo de contente, não dispensava um único :D)

    ResponderEliminar
  173. pois, mas em principio vou para um grupo que fará este ano, comigo, a primeira comunhao (:

    é verdade, queixamo-nos, e coise e tal, mas são todos demasiado importantes +.+ Se acontece alguma coisa a algum, cai o Mundo =X

    ResponderEliminar
  174. podes crer que cai, e nunca mais se volta a levantar completamente :'(

    ResponderEliminar
  175. parece que somos mais que pais,
    e que os pais depositam em nós uma responsabilidade de 200%
    É uma preocupação com todos eles inexplicavel. Mas vem tudo do coração <3

    ResponderEliminar
  176. não gosto de comparar nada com pais - os pais podem ser tudo na vida de uma criança, mas às vezes também são o fim de tudo!

    somos amigos, eles são todos e cada um verdadeiros amigos, dos mais puros que tenho!

    ResponderEliminar
  177. Eu comparo porque eu me apercebo de mais coisas do que os pais. E acredita que a alguns, eu já dei bem mais carinho que os próprios pais. Há pais que nem merecem que lhes chamem de pais.

    Somos mais que amigos (:

    ResponderEliminar
  178. por isso é que eu disse "às vezes também são o fim de tudo" - eu não comparo aos pais porque os pais ou são muito mais ou são muito menos! E isso de não merecerem que alguns lhes chamem pais... não podias ter mais razão :'x

    não existe mais que amigos! existem amizades de intensidades diferentes!

    ResponderEliminar
  179. Dói, mas é verdade =S

    Quando disse "mais que amigos" não me estava a referir a intensidades de amizades, mas sim ao facto de serem mais do que isso. São assim uma especie de afilhados, aos quais tu tens necessidade de proteger.

    "...não podias ter mais razão..." =O Não pode! deste-me razão! mais que razão *-* esta data vai ficar marcada Luis +.+

    ResponderEliminar
  180. eu sinto essa necessidade com os meus verdadeiros amigos!

    dei-te razão, sim, mas neste caso, preferia não ter de ta dar :'(

    ResponderEliminar
  181. Sim, como é obvio existe necessidade de proteger os nossos amigos, mas quando são crianças, e tens responsabilidade sobre elas, tornam-se protecçoes diferentes. Ambas importantes, mas diferentes.

    Eu sei :S, Mas deste (a)

    ResponderEliminar
  182. sim, mas não deixa de ser uma forma de amizade essa! Mas o que estamos a "discutir", no fundo, são rótulos, e isso não me agrada muito.

    ya :x

    ResponderEliminar
  183. rótulos que definem o que nós sentimos.
    Infelizmente a sociedade é construida assim.

    ResponderEliminar
  184. o que eu sinto não é possível definir, nem por rótulos nem por nada!

    ResponderEliminar
  185. Terás de definir de alguma forma...
    nao? :o

    ResponderEliminar
  186. não, o que eu sinto não defino, sinto e pronto. Sentir já é muito mais que definir, não preciso para nada de definições!

    ResponderEliminar
  187. Precisas sim, pode ser de uma forma inconsciente, mas precisas de definiçoes.

    Amanha vou estar com os meus meninos *-* , sempre vais fazer aquele encontro? acho que vai chover =|

    ResponderEliminar
  188. não, não preciso! eu odeio definições de sentimentos porque são sempre tão incompletas, e o meu subconsciente ainda as odeia mais!

    claro que vou, estão cerca de 140 pessoas inscritas, e só não vão mais porque o membro de um dos coros vai casar e ninguém desse coro vai poder ir por causa disso!

    ResponderEliminar
  189. Mas tu inconscientemente crias definiçoes para o que sentes. Quando dizes "Adoro-te" estas a definir o teu sentimento, nao a sua intensidade.

    E eu vou ter o encontro ca =/ , mas se eu fosse ao teu era mau, pq nao conhecia ninguem.

    ResponderEliminar
  190. Não, quando digo adoro-te ou gosto de ti ou amo-te ou odeio-te (eu nunca digo isso), etc, estou a dizer que nutro esse sentimento (que é um tanto ou quanto definível) por uma pessoa, o que não quer dizer que seja o único sentimento que nutro por essa pessoa e muito menos que define por completo o que sinto por ela. é antes uma parte do sentimento que lhe tenho!

    era nada mau, não conhecias, passavas a conhecer! e obrigadinho por me chamares ninguém ;)

    ResponderEliminar
  191. E eu nao estou a dizer que é o unico sentimento que tens, mas é um deles. Quando dizes Amo-te, passas o sentimento do adoro-te por ex.
    Estas a definir, mas estas definiçoes não são unicas. O que é para mim amar alguem, nao é o mesmo que é para ti amar alguem. (entao dizes o que? :b)


    Oh, obvio, que te tinha a ti (: , mas tu decerteza que ias estar ocupado!

    ResponderEliminar
  192. não concordo que quando dizes amo-te passas o adoro-te. São coisas complementares e não substituíveis. é possível amar sem adorar - chama-se obsessão.
    mas todos estes sentimentos são quase completamente definíveis, têm uma definição linguística que encontras no dicionário, e embora a possas interpretar de forma ligeiramente diferente, as interpretações não diferem muito. tudo o que venha a mais do que isso é mais do que o próprio sentimento. E tu só consegues definir o que sentes por alguém quando consegues definir todos e cada um dos sentimentos que lhe tens!

    não o tempo todo!

    ResponderEliminar
  193. Eu nao disse que eram substituives... O que eu queria dizer era que passas pelo sentimento de adorar, nao que o substituis!
    Há e nao explicaste entao o que dizias :b

    Não todo, mas maior parte :b e ias-me deixar sozinha e abandonada ='

    ResponderEliminar
  194. sim, e o que eu disse foi precisamente que não: que podes amar sem adorar, até lhe dei um nome: obsessão!

    eu disse logo no primeiro comentário que ao dizer isso estou a dizer que nutro esse sentimento, mas não que esse sentimento define o que sinto por essa pessoa.

    não estive nada a maior parte :b e apresentava-te o pessoal todo :P

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho