quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

É quase como arrancar um penso .


Deixa-me cá ver isso.
Não. Vais magoar.
Não sejas parva. (...) Doeu?
Nem um pouco.

Dizem que é para isso que servem os amigos, mas poucos conseguiam fazer passar e não magoar.


Pulga

2 comentários:

deixa tu também letras soltas no caminho