sábado, 6 de novembro de 2010

Last night


Não quis muito nem parte, quis todo esse sentimento. Confesso, que entreguei-me de corpo e alma sem qualquer espécie de temor. E tu lentamente penetraste o meu corpo e foste entranhando-te como uma facilidade que até arrepia. Graças a ti, consegui trocar de uma vez por todas esse sabor amargo pela doçura que se derrama agora pelo meu peito. Não quero mais nada, tenho tudo o que preciso e quanto a ti vou preservar-te da melhor forma que sei.

5 comentários:

  1. Texto lindo chará(Me chamo Isabel também) :D
    gostei ♥

    ResponderEliminar
  2. obrigada (: sim mas há coisas que são dificeis de ultrapassar.
    está lindo

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho