sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Em jeito de desabafo.

Sabes o que ainda me chateia em ti? Teres-me induzido em erro, de todas as vezes. Não me amas mas não me deixavas ir embora, como a gabriela sempre disse. Teimo em não ouvir, não é? Mas olha que desta ouvi. Comecei a ler nas entrelinhas do que antes me eram palavras garantidas e a entender o que sempre tentaste dizer. Dizias tu que não sabias falar, afinal era eu que não estava disposta a ouvir.


7 comentários:

  1. Dilemas?
    O amor é uma interpretação, interpreta de outra maneira!
    Petrvs

    ResponderEliminar
  2. nem sempre sabemos ouvir o que nos dizem, de certa forma faz parte,ou não, talvez... *

    ResponderEliminar
  3. eu fico petrificado de cada vez que te leio Inês, és fantástica!

    adorei =)

    ResponderEliminar
  4. Errar é apenas um caminho para a perfeiçao.
    ***

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho