domingo, 21 de fevereiro de 2010

«A maior cobardia de um homem é despertar o amor de uma mulher sem ter a intenção de amá-la.»
Bob Marley.

12 comentários:

  1. Quando vi esta frase e resolvi comentar, viria dizer que concordo e que infelizmente há quem faça isso sem pensar nas consequências de seus atos.

    Dai li o comentário do Nuno e acho mesmo que há ponderações... Sabe aquela frase tão famosa do livro Pequeno Príncipe? "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas"? Não acredito nela... Acho que a gente se torna eternamente responsável por aqui que cultiva. Por isto sim. Pois há quem desperte o amor sem intenção de fazê-lo. Mas uma vez sabendo da existência dele, deixá-lo se alimentar sem que haja esperança de retorno, passa a ser, também, uma covardia.

    :)

    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. Cobardes há aos pontapés!

    Concordo com a Angel :)

    ResponderEliminar
  3. Lindo*
    Acho que o Bob definiu o cobarde que me roubou o coração em tempos

    ResponderEliminar
  4. Eu só disse aquilo porque muitas vezes culpam por fazer isso, mas não pensam que talvez do outro lado, o objectivo nem fosse esse. E, no meu caso, dói despertar sem intenção.

    ResponderEliminar
  5. Ei, Nuno, eu entendi perfeitamente o seu lado, e eu bem quis defendê-lo. Não nos podem culpar quando despertamos o amor sem intenção de fazê-lo, só se depois disso nós o alimentarmos.

    :)

    Abraços.

    ResponderEliminar
  6. Eu só estava a explicar-me porque podia haver quem não percebesse :P
    Mas mesmo assim, discordo de ti angel... Desculpa :)
    Eu já passei por isso, só que a amizade era tão boa, tão grande, tão perfeita que eu simplesmente não me podia afastar ou assim... Tratava da mesma maneira, com algumas limitações claro, mas era basicamente da mesma maneira...
    Pode haver quem chame alimentar. Eu chamava-lhe "não perder alguém importante". Porque depois de um eventual afastamento, era o que podia acontecer. E no fundo o que eu menos queria era perder essa pessoa...
    A não ser que ela pedisse tempo e espaço. Aí eu dava. Era obrigado a dar. Compreendia perfeitamente. Mas não podia fazer nada...

    E acreditem. Tanto já estive dum lado como do outro.

    ResponderEliminar
  7. Eu entendo o que o Nuno quer dizer, tambem nos, mulheres, o fazemos. Mas há a diferença entre fazê-lo ponderadamente e fazê-lo sem querer.
    E a historia que o Nuno contou, vivia-a eu também. São pessoas tão importantes que não nos podemos dar ao luxo de as perder. Por isso fazeemos os possiveis para as manter perto, mesmo que isso signifique dar mais do que seria saudável e necessário para uma amizade. Sabemos que a pessoa se irá afastar perante uma rejeição, então preferimos deixá-los sem resposta certa.
    Para mim, isso não deixa de ser amor. Dos mais fortes que há, até. Amamos essa pessoa, por isso é que não suportamos que se afaste. É simplesmente uma forma de amar diferente x)
    Não sei se me fiz entender x.x
    Mas existe muita gente, infelizmente, que gosta de 'brincar' com as pessoas, sabendo exactamente que não pretende dar-lhes nada do que elas querem. Fazem-no por diversão. O post era dirigido a esses!

    ResponderEliminar
  8. Esses são uns fdp's x) Tal como elas! Porque também as há! aaah!

    ResponderEliminar
  9. eu sei que as há xD nesse tipo de coisas tanto homens como mulheres, fazem o mesmo.
    Mas ya, entendi perfeitamente o que querias dizer, já tive nessa mesma posição .

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho