domingo, 14 de fevereiro de 2010

reasons

- É bom que fiques aqui sempre.
- E que aconteceu para isso?
- Nada, só quis dizer-te.
- Mas quiseste porquê?
- Porque é que preciso de um razão?
Será mesmo preciso uma razão para expressar o que sentimos? Todas as outras coisas costumam precisar de uma razão. Também é preciso uma para os sentimentos? Estava convencida que não.
what do i gotta do, to make you care?

10 comentários:

  1. o mundo assim estipulou, revelar uma razão para todas as vontades do nosso coração.

    ResponderEliminar
  2. existe um razão para tudo? não acho, simplesmente assim é. sentimos, expressamos. não precisa de haver um porquê.

    ResponderEliminar
  3. discordo cátia. se simplesmente assim é, então a razão é ser assim!

    ResponderEliminar
  4. parece que precisamos sempre de uma razão, de uma explicação para acreditar nos outros, mas nem sempre é preciso uma razão para o que sentimos! simplesmente sentimos:)

    ResponderEliminar
  5. Eu acho que a questão não está em precisar ou não de razão. Está sim em expressar, em dizer tudo o que nos passa pela cabeça, todas as dúvidas, ressentimentos, coisas menos boas...em dizer o que sentimos coisas boas ou não. Pois muitas vezes cai-se no erro de se dizer tem que se dizer todos os dias que os amamos e é importante é obvio que sim mas nao menos importante de dizer todas as duvidas, medos e receios que nos atormentam e o que nos inquieta. E claro que há sempre diversas maneiras de dizer uma verdade sem ser explosiva dizê-la de forma doce e a não ferir mas dizer...dialogar. E isso no meu ponto de vista é tão importante como dizer 'Amo-te' ou gosto de ti dia após dia.

    Gostei (:

    ResponderEliminar
  6. Eu nunca dei razões para sentir. Simplesmente vive-se, com ou sem razão. :)

    ResponderEliminar

deixa tu também letras soltas no caminho