quarta-feira, 29 de setembro de 2010

A ausência...

Um dia viverás comigo. Junta a mim sem nunca tirar esse bonito sorriso da cara e esses sonhos todos dos olhos. Todos os sonhos que querias concretizar e nunca chegaste a conseguir. Abraçada a mim, sufocando durante alguns momentos. Levantar-te no ar e saber que foste a escolha mais certa que me aconteceu na vida. Aquele pequeno soluço amoroso, e o ranho que me caíra pelo nariz, fez-te chegar à frente, e me limpasses o nariz com um pedaço de papel. Sorriste, alegre ao meu encontro. Espreitas por entre as árvores, deliras com o cair das folhas e esperas que a noite caia para partilhares a cama comigo. Abraço-te com carinho nos meus braços. Deliciando-te com um beijo na testa e outro nos pequenos lábios de senhora.

Desejo-te para sempre assim, detida nos meus braços, enquanto partilhamos o amor e carinho que houver para dar enquanto estamos assim, vivos.

3 comentários:

deixa tu também letras soltas no caminho